Brasileiro foi soberano mais uma vez na disputa. Leah Jerotich, do Quênia, venceu entre as mulheres. Joziane Cardoso ficou em terceiro.

• atualizado em 03/12/2017 às 14:48  

Campeão e pelo sexto ano consecutivo. O mineiro Giovani dos Santos venceu neste domingo a 19ª Volta Internacional da Pampulha, garantindo o hexa na prova realizada em Belo Horizonte (MG) e que serve como grande teste para a Corrida Internacional de São Silvestre, no dia 31 de dezembro, em São Paulo. Giovani, da equipe Pede Vento/Caixa, completou os 17,8 km em torno da Lagoa da Pampulha com o tempo de 52min55seg, seguido por Gilmar Lopes, do Cruzeiro, com 53min15seg. O ugandense Maxwell Rotich foi o terceiro colocado, com 53min34seg

Entre as mulheres, a vitória foi estrangeira. A queniana Leah Jerotich, da Coquinho/Fila/Bioleve, terceira colocada em 2017, voltou à capital mineira para garantir o lugar mais alto do pódio. Ela completou a prova a em1h02min46seg, com boa vantagem para a segunda colocada, sua compatriota Sharon Chilimo, da Kenia Luasa Sports Caixa, 1h04min02seg. A brasileira Joziane Cardoso, Pé de Vento/Caixa, campeã em 2014, terminou em terceiro lugar, 1h04min36seg.

Foto: Sérgio Shibuya/MBraga Comunicação

A 19ª Volta Internacional da Pampulha foi, mais uma vez, um sucesso. Apesar do tempo nublado e chuva em muitos momentos na capital mineira, cerca de 14 mil corredores de todo o país e do exterior prestigiaram o evento. Seu percurso rápido, plano e técnico tem atraído cada vez mais pessoas e garantido o sucesso entre os atletas de diferentes idades.

Pouco antes da largada, Giovani dos Santos já demonstrava porque é o grande nome da Volta Internacional da Pampulha os últimos anos. Tranqüilo, até arrumou tempo no aquecimento para atender aos fãs, sem parecer preocupado com mais um desafio. Dada a largada, ele confirmou tudo isso e garantiu mais uma conquista em seu currículo vitorioso.

“Sempre me dedico muito nos treinamentos para poder competir com grandes atletas, do país e do exterior. Não é fácil e você tem de fazer o máximo sempre. Foi uma prova dura, com muita umidade, e isso dificultou muito as coisas. Felizmente, consegui mais um resultado importante. Agora é pensar na São Silvestre, na qual quero buscar o lugar mais alto do pódio”, afirmou o vencedor.

Foto: Sérgio Shibuya/MBraga Comunicação

Feminino
A queniana Leah Jerotich voltou a BH para se recuperar. Depois do terceiro lugar no ano passado, ela chegou determinada e com uma prova tranqüila, atingiu seu objetivo. “Foi muito bom para mim. Fiz uma preparação melhor porque no ano passado não consegui vencer e queria me recuperar. Desta vez, deu tudo certo, mas a umidade atrapalhou bastante”, disse a atleta, que neste ano venceu também a Maratona Internacional de São Paulo.

Já a brasileira Joziane Cardoso conseguiu mais um lugar no pódio da Volta da Pampulha, a qual venceu em 2014. Apesar de contente, disse que poderia ter brigado mais pela ponta. “Tive pouco tempo para treinar, em razão de uma competições. Gostei do meu desempenho, mas poderia ter ido melhor. Estou um pouco cansada, mas ainda falta a Corrida de São Silvestre e vamos atrás de mais um bom desempenho”, declarou Joziane.

Resultados da 18ª edição:

Masculino
1) Giovani dos Santos (BRA), 52min55seg
2) Gilmar Lopes (BRA), 53min15seg
3) Maxwell Rotich (UGA), 53min34seg
4) Wellington da Silva (BRA), 53min45seg
5) Gilberto Lopes (BRA), 54min08seg

Feminino

1) Leah Jerotich (QUE), 1h02min46seg
2) Sharon Chilimo (QUE), 1h04min02sg
3) Joziane Cardoso (BRA), 1h04min38seg
4) Valdirene Silva (BRA), 1h04min59seg
5) Mirela Andrade (BRA), 1h05min10seg

Campeões da Volta da Pampulha

2017 – Giovani dos Santos (BRA), 54min55seg/Leah Jerotich (QUE), 1h02min42seg
2016 – Giovani dos Santos (BRA), 52min55seg/ Angelina Tsere/(TAN), 1h02min04seg
2015 – Giovani dos Santos (BRA), 52min32seg/Natalia Sulle (TZA), 1h03min55seg
2014 – Giovani dos Santos (BRA), 53min51seg/Joziane Cardoso (BRA), 1h02min42seg
2013 – Giovani dos Santos (BRA), 53min15seg/Maurine Kipchumba (QUE),1h01min27seg
2012 – Giovani dos Santos (BRA), 57min04s/Maurine Kipchumba (QUE), 1h07min08s
2011 – Barnabas Kiplagat(QUE), 53m09s /Nancy Kipron(QUE), 1h02m41seg
2010 – Barnabas Kiplagat(QUE), 54min08s/ Bornes Kitur(QUE), 1h05min12seg
2009- Nicholas Koech(QUE), 52min48s/Paskalia Chepkorir (QUE), 1h00min39s (recorde)
2008 – Nicholas Koech (QUE), 53min05s/ Nancy Kipron (QUE), 1h02min23s
2007 – Franck Caldeira, 53min13s/ Nancy Kipron (QUE), 1h02min41s
2006 – Franck Caldeira, 53min52/Lucélia Peres, 1h02min14
2005 – Lawrence Kiprotich (QUE), 52min23s (recorde)/ Lucélia Peres, 1h00min57s
2004 – Lawrence Kiprotich (QUE), 53min53s/ Lucélia Peres, 1h03min14s
2003 – Franck Caldeira, 52min49s/ Salina Kosgei (QUE), 1h02min20s
2002 – Vanderlei Cordeiro, 53min10s/ Márcia Narloch, 1h02min28s
2001 – David Cheruyiot (QUE), 53min07s/ Zeferina Baldaia, 1h02min12s
2000 – David Cheruyiot (QUE), 53min13s/ Cleuza Maria Irineu, 1h01min48s
1999 – Vanderlei Cordeiro, 52min30s/ Cleuza Maria Irineu, 1h02min05s

A 19ª Volta Internacional da Pampulha tem realização e organização da Globo e Yescom, com apoio especial da Prefeitura de Belo Horizonte e do Governo do Estado de Minas Gerais. O patrocínio é do Bradesco, com copatrocínio de Café 3 Corações, Probiótica, Unimed BH e Itambé Pró. O apoio é de Gatorade, Polar, Cânfora Bravir, Grupo Dois Cunhados, Montevérgine e Água PassaQuatro. A promoção e transmissão é da Globo. A supervisão é da Confederação Brasileira de Atletismo, Federação Mineira de Atletismo, IAAF e AIMS.

Mais informações no site www.voltadapampulha.com.br

comentários