Ponta celeste! O Cruzeiro fez um belo primeiro tempo na tarde deste domingo (3) e acabou derrotando o Guarani, de Divinópolis, por 2 a 0 em jogo válido pela penúltima rodada da fase de classificação do Campeonato Mineiro 2016. Mesmo caindo de produção na etapa final, a Raposa não teve dificuldades para sair de campo com a vitória. Os gols foram marcados por Alisson, em bela jogada, e Sánchez Miño, em cobrança de falta com muita categoria.

Com a vitória, o Cruzeiro garantiu matematicamente o primeiro lugar da fase de classificação do Mineiro 2016. O time celeste é o líder com 26 pontos ganhos, seis a mais que o rival Atlético. Como só resta uma rodada para o final da primeira fase, a Raposa já garantiu a liderança e também a vantagem de jogar por dois resultados iguais na fase final. Já o Guarani segue na lanterna com nove pontos e terá jogo da vida na última rodada.

Agora, o Cruzeiro volta a campo para cumprir tabela no domingo que vem, dia 10, quando enfrentará o Boa Esporte, às 16h, em Varginha (MG). Os argentinos Sánchez Miño e Lucas Romero são desfalques certos, ambos receberam o terceiro amarelo. Aliás, os donos da casa precisarão vencer o time celeste para escaparem do rebaixamento. Já o Guarani, que jogará pela sua sobrevivência no Módulo 1 do Mineiro, pegará o Villa Nova em Divinópolis no mesmo dia e horário.

Cruzeiro melhor; Argentino faz golaço

O Cruzeiro foi melhor na primeira etapa na partida contra o Guarani. O time celeste criou muitas oportunidades e poderia ter construído uma vantagem ainda maior do que a de dois gols. Élber, Alisson e Arrascaeta deram muita dore de cabeça para o adversário.

O Cruzeiro começou a construir aos poucos a vitória. Primeiro, Arrascaeta acertou a trave em boa cobrança de falta. Depois veio o primeiro gol. Élber tabelou com Arrascaeta, apareceu bem pela direita e rolou para trás, Alisson chegou batendo firme e não desperdiçou a oportunidade. Já o segundo gol foi marcado pelo argentino Sánchez Miño, que cobrou falta com muita categoria e acertou o ângulo do goleiro Jordan.

Aliás, a equipe de Divinópolis teve poucas chances de gols e assustou a Raposa praticamente apenas em três lances. Primeiro, Fábio vacilou e deu um presente para o Guarani, que não aproveitou. Depois, Marcus Vinícius recebeu em boas condições na área e furou a bola. No finalzinho, Wander ainda tentou da entrada da área e Fábio fez bela defesa.

Cruzeiro cai de produção

Após a vantagem de 2 a 0 no primeiro tempo, a Raposa voltou meio desligada na etapa final e acabou pisando no freio. Já o Guarani começou a arriscar mais no jogo e esteve mais presente ao ataque. Porém faltou qualidade e criatividade ao time de Divinópolis. Quem estava no Mineirão não deve ter gostado do que viu no segundo tempo.

O Guarani buscava o ataque, mas faltava tranquilidade. Em uma de suas boa chances, Júnior Barros arriscou chute e a bola foi para fora pertinha da trave de Fábio.

O Cruzeiro melhorou depois de algumas mudanças do técnico Deivid e teve chances para matar o jogo. Primeiro, Élber recebeu na área do argentino Matías Pisano e bateu forte na trave. Depois, foi a vez de Pisano receber de Alisson e bater de primeira, mas desta vez foi o goleiro Jordan que fez boa defesa. Alisson quase fez um golaço sem querer, ele tentou cruzar na área, a bola foi direta para o gol e bateu no travessão.

O placar não mudou mais, mas foi o suficiente para o Cruzeiro garantir a liderança da primeira fase. Os argentinos Lucas Romero e Sánchez Miño ainda levaram o terceiro amarelo, aparentemente de próposito, e ficarão fora da última rodada.

Ficha técnica

CRUZEIRO 2 X 0 GUARANI

Motivo: 10ª rodada do Mineiro 2016
Data/horário: 03/04/2016, domingo, 16h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Auxiliares: Magno Arantes Lira e Fernanda Nandrea Gomes

Gols: Alisson (CRU), 18min 1ºT, Sánchez Miño (CRU), 34min 1ºT

Cartões amarelos: Sánchez Miño e Lucas Romero (Cruzeiro); Lula e Carlos Renato (Guarani)

Cruzeiro: Fábio; Mayke, Bruno Rodrigo, Manoel e Sánchez Miño; Lucas Romero e Ariel Cabral (Federico Gino); De Arrascaeta (Matías Pisano), Élber e Alisson; Rafael Silva (Douglas Coutinho). Técnico: Deivid.

Guarani:  Jordan; Cordeiro, Lula, Anderson Jesus e Renan (Murilo); Carlos Renato, Denilson, Deyvison e Marcus Vinícius (Júnior Barros); Romário (Genalvo) e Wander. Técnico: Ramon Menezes.

Por

Relacionados

comentários