Não foi o espetáculo que a torcida queria mas, no futebol, o que vale é a vitória e os três pontos. Assim, o Galo derrotou o Independente Del Valle por 1 a 0, no Independência, e assumiu a liderança isolada do Grupo 5 da Libertadores com seis pontos.

O gol que garantiu o segundo triunfo atleticano consecutivo na fase de grupos aconteceu logo aos três minutos. Pratto recebeu cruzamento de Marcos Rocha e, livre de marcação, bateu para o gol.

O Atlético fez uma bela exibição até os 30 minutos de jogo. O time era envolvente, pressionava os adversários que mal conseguiam sair do campo de defesa. O equatoriano Cazares era o destaque atleticano, ditava um ritmo forte com passes de primeira e muita velocidade.

No entanto, o ritmo de jogo caiu a partida da segunda metade da etapa inicial e o time não voltou com a mesma pegada para o segundo tempo. Aguirre sacou o garoto Cazares da equipe para a tão esperada estreia de Robinho. A torcida não entendeu a saída do jovem equatoriano e vaiou o treinador.

O Galo administrou o resultado a partir de então. Tentou manter a posse de bola durante a maior parte do tempo e deu campo de jogo para o Independiente Del Valle. Os equatorianos tiveram algumas oportunidades para empatar a partida. Porém, eles pararam nas intervenções do goleiro Vitor que impediu o empate com pelo menos duas boas defesas.

Liderança Isolada

Com o resultado, o Atlético é o único time do Grupo 5 com 100% de aproveitamento. São duas vitórias, seis pontos e a invencibilidade garantida nas primeiras rodadas da competição. O Independiente Del Valle ainda não venceu e aparece em terceiro lugar na chave com um ponto.

De olho no Estadual

Agora, o Atlético volta as atenções para a primeira fase do Campeonato Mineiro. O time de Diego Aguirre defenderá a liderança no final de semana longe de Belo Horizonte. No próximo sábado, o Galo vai a Patos de Minas encarar a URT. A bola vai rolar as 17h no Zama Maciel.

O jogo

O início de jogo do Galo no Independência foi fulminante. Com apenas três minutos, o artilheiro Lucas Pratto botou o alvinegro em vantagem no marcador. Marcos Rocha cruzou da direita e encontrou o argentino livre dentro da área. Ele só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes equatorianas.

O Atlético era senhor da partida. Tinha posse de bola, mandava no meio-campo, atacava pelos lados e sufocava os equatorianos. O Del Valle não conseguia sair da pressão atleticana e tinha dificuldades para levar a bola até o ataque. A bola mal chegou em Victor nos momentos iniciais.

Pressão total!

O Galo não tirou o pé do acelerador e a blitz continuava intensa pra cima dos assustados equatorianos. Aos 15 e aos 16 foram duas chances seguidas para ampliar a vantagem. Primeiro foi Douglas Santos que bateu cruzado e o defensor do Independiente tirou em cima da linha mandando para escanteio. Em seguida, após a cobrança, Leonardo Silva apareceu como elemento surpresa na área e cabeceou. A bola passou pertinho da trave direita.

Vitor!

Os equatorianos assustaram pela primeira vez aos 30 minutos. Cabezas entrou na área livre pela esquerda. Cara a Cara com Vitor, ele bateu para o gol e viu o goleiro atleticano salvar o empate.

A partir desse lance, o ritmo de jogo do Atlético diminuiu. Os equatorianos equilibraram a partida no meio de campo e diminuiram os espaços dos donos da casa no ataque. A defesa alvinegra apresentou algumas falhas e o primeiro tempo acabou com a vantagem mínima obtida nos minutos iniciais de jogo.

Um jogo diferente

O segundo tempo começou de uma maneira diferente. A pressão atleticana deu lugar a um Galo mais preocupado com o setor defensivo. O Independiente del Valle mudou o esquema, voltou com a marcação adiantada e tirou os espaços das principais peças de criação e velocidade dos donos da casa.

A primeira oportunidade de gol do Atlético aconteceu apenas aos nove minutos. Pratto recebeu pela direita, levou para a linha de fundo e cruzou para o meio da área. Livre, na marca do pênalti, Cazares furou e perdeu a grande chance de fazer o primeiro gol dele com a camisa alvinegra.

Robinho em campo!
Com o time mais lento, Aguirre promoveu a tão esperada estreia de Robinho com a camisa alvinegra. No entanto, a substituição nao agradou a torcida. O treinador sacou Cazares, que vinha fazendo uma boa apresentação.

O Atlético não repetia a boa apresentação do primeiro tempo e dava campo aos equatorianos. Aos 18 minutos, Vitor fez outra boa intervenção. Cabezas recebeu pela esquerda e bateu cruzado. O goleiro atleticano espalmou e evitou o empate.

Reforço na marcação

Aos 21, Aguirre trocou os volantes do time. Sacou Leandro Donizetti, amarelado, para a entrada de Júnior Urso.

Que susto!

Os equatorianos quase empataram o jogo aos 31. José Angulo fez bela jogada individual pela esquerda e encheu o pé. A bola saiu com perigo por cima do gol de Victor.

Com a torcida apreensiva, o Independiente gostou do jogo e se aventurou no ataque durante a partida final da partida. No entanto, o Atlético teve o lance mais importante. Caicedo derrubou Hyuri dentro da área. O árbitro não deu o pênalti e mandou tocar o jogo.

A partir desse lance, os jogadores do Atlético valorizaram a posse de bola, tentaram ficar a maior parte do tempo no campo de ataque e consolidaram os três pontos na Libertadores.

Em Santiago!

O Atlético só voltará a jogar pela Libertadores no dia 10 de março. O Galo vai a Santiago do Chile encarar o Colo Colo, no Monumental. O duelo que fechará o primeiro turno do Grupo 5 acontecerá às 21h45 (horário de Brasília).

ATLÉTICO 1 X 0 INDEPENDIENTE DEL VALLE

Motivo: 2ª rodada do grupo 5 da Libertadores
Local: Independência, em Belo Horizonte
Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)
Assistentes: Ivan Nuñez (ARG) e Ezequiel Brailovski (ARG)

Cartões amarelos: Leonardo Silva, Marcos Rocha, Lucas Pratto, Leandro Donizete (ATL); Luís Ayala, Jefferson Orejuela, Arturo Mina (IND)

Gol: Lucas Pratto, 3min do primeiro tempo

Público: 20.851 torcedores Renda: R$ 1.244,430

Atlético – Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete (Junior Urso), Rafael Carioca, Cazares (Robinho) e Patric; Luan (Hyuri) e Lucas Pratto Técnico: Diego Aguirre

Independiente Del Valle – Daniel Azcona; Cristhian Núñez, Arturo Mina, Luis Caicedo e Luis Ayala; Mario Rizotto, Jefferson Orejuela, Tellechea (Julio Ângulo) e Bryan Cabezas; Junior Sornoza (Gabriel Cortez) e Jose Ângulo Técnico: Pablo Repetto

Por

Relacionados

comentários