Em um jogo difícil fora de casa em Arequipa (PER), os mineiros superaram a altitude de 2.500 metros e derrotaram o Melgar-PER por 2 a 1 de virada no estádio Monumental Unsa.

 

Pé direito! Foi assim que o Atlético estreou na Copa Libertadores 2016, literalmente com o pé direito. Em um jogo difícil fora de casa em Arequipa (PER), os mineiros superaram a altitude de 2.500 metros e derrotaram o Melgar-PER por 2 a 1 de virada no estádio Monumental Unsa. Aliás, a vitória atleticana foi marcada por dois golaços de Rafael Carioca, que acertou um chutaço de fora da área, e Patric, que recebeu na área, passou pelo goleiro e completou para o gol. Omar Fernández marcou para os peruanos.

Com a vitória, o Galo sai na frente no grupo 5 e é o líder com três pontos ganhos e um gol de saldo. Vale lembrar que os outros dois times da chave, o Independiente Del Valle-EQU e o Colo Colo-CHI, ainda vão se enfrentar nesta quinta-feira (18), às 22h45, no Equador. Agora, o Atlético volta a campo pela Libertadores na quarta-feira que vem, dia 24, quando estreará em casa diante do Independiente Del Valle-EQU, às 21h45, no Independência. Já o Melgar-PER pegará o Colo Colo-CHI no mesmo dia, às 22h, no Chile.

Apesar disso, antes do segundo duelo pela Libertadores, o Galo muda o foco para o Campeonato Mineiro 2016. O Atlético tentará se manter na liderança do estadual contra o Boa Esporte no domingo (21), às 17h, no Independência. A expectativa é de que neste jogo Robinho, Júnior Urso e Juan Cazares, os dois primeiros já estão regularizados na CBF e o segundo tem a chance de aparecer no BID até sexta-feira, possam fazer suas estreias oficiais com a camisa alvinegra.

Virada atleticana

O jogo entre Atlético e Melgar-PER começou bem movimentado no Monumental de Unsa. Melhor tecnicamente, o Galo teve suas oportunidades e teve a primeira grande chance do jogo. Mas foi os peruanos que acabaram abrindo o placar. Depois do susto, o time alvinegro não sentiu o golpe e conseguiu buscar a virada depois de desperdiçar várias finalizações.

Logo no início, Hyuri teve a chance de abrir o placar. Com muita técnica, Marcos Rocha deu um lindo passe para Hyuri, que bateu de primeira, mas a bola desviou na defesa e foi para fora. Apesar disso, quem aproveitou bobeira da defesa adversária e saiu à frente do marcador foi o Melgar-PER. O gol saiu aos 13 minutos, quando o veterano Zuñiga cruzou na área, Léo Silva tentou tirar duas vezes em bate e rebate na área, mas no final Omar Fernández acabou completando para o gol. 1 a 0.

Apesar do susto ao sair atrás do placar, o Galo não sentiu o golpe e mostrou ser mais forte tecnicamente conseguiu buscar a virada. O segundo gol alvinegro quase saiu aos 19 minutos, quando Patric cara a cara com o goleiro adversário acabou finalizando por cima do gol. O lateral do Atlético já havia perdido outra boa oportunidade em lance anterior. Porém, logo depois, Rafael Carioca acertou chute incrível de fora da área pela esquerda e marcou um golaço deixando tudo igual. 1 a 1.

Depois disso, o Atlético passou a dominar a partida e jogava com muita tranquilidade. O gol da virada veio aos 39 minutos, quando Luan deu lindo lançamento para Patric, que desta vez não desperdiçou. O lateral driblou o goleiro e completou para o gol. Virada atleticana no primeiro tempo. 2 a 1.

Galo sente cansaço, mas segura pressão do Melgar-PER

O Atlético voltou para a etapa final e optou por administrar o placar. Aos poucos, os mineiros começaram a sentir muito o cansaço e o Melgar-PER, mais inteiro, procurou pressionar o adversário e deu bastante trabalho para o Galo. Apesar disso, a equipe alvinegra conseguiu se segurar e garantir uma vitóra importante.

Apesar disso, a primeira boa chance da etapa final foi do Atlético. Aos 15 minutos, Lucas Pratto recebeu na entrada da área, girou bem e acertou belo chute, a bola bateu no travessão, no goleiro e saiu para escanteio. Deu sorte o time peruano neste lance. O volante Rafael Carioca deixou o campo sentindo dores e deu lugar a Eduardo. Já Luan e Hyuri saíram se queixando de cãimbras e foram substituídos por Dodô e Lucas Cândido.

Depois disso, o Melgar-PER aos poucos foi crescendo e começava a pressionar o Galo. Os peruanos tiveram uma boa chance em cobrança de falta perigosa, Quina cobrou e Victor fez boa defesa no cantinho mandando para escanteio. Aliás o goleiro atleticano deu um susto na torcida aos 36, após receber uma bola recuada, Victor furou a bola ao tentar ajeitar e deu sorte porque ela foi para fora. Mas no final, o Atlético conseguiu se segurar e garantiu a vitória na estreia.

Ficha técnica

MELGAR-PER 1 X 2 ATLÉTICO

Motivo: 1ª rodada do grupo 5 da Libertadores 2016
Data/horário: 17/02/2016, quarta-feira, 21h45
Local: Monumental de Unsa, em Arequipa (PER)
Árbitro: Wilson Lamouroux (COL)
Auxiliares: Wilmar Navarro (COL) e Alexander León (COL)

Gols: Omar Fernández (MEL), 13min 1ºT, Rafael Carioca (ATL), 20min 1ºT, Patric (ATL), 39min 1ºT

Cartões amarelos: Santamaría e Quina (Melgar); Leandro Donizete e Hyuri (Atlético)

Melgar-PER: Ferreyra; Arismendi, Villamarín, Arías (Alexander Sánchez) e Quina; Leudo, Estrada e Santamaría (Estrada); Omar Fernández, Zúñiga (José Fernández) e Cuesta. Técnico: Juan Reynoso.

Atlético: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca (Eduardo), Leandro Donizete, Patric, Luan (Dodô) e Hyuri (Lucas Cândido); Lucas Pratto. Técnico: Diego Aguirre.

Por 

comentários