O Atlético está garantido nas Oitavas de Final da Libertadores 2016. A vaga veio com uma tranquila vitória pra cima do fraco Melgar, do Peru, que, em nenhum momento ofereceu resistência e acabou goleado por 4 a 0, no Mineirão.

O inicio de jogo do Galo foi arrasador. Com menos de 20 minutos, os comandados de Aguirre já venciam por 3 a 0. O zagueiro Tiago balançou as redes com menos de um minuto de jogo. Aos sete foi a vez de Robinho fazer o primeiro dele com a camisa alvinegra em Libertadores. Aos 16, foi a vez de Lucas Pratto, de pênati, também deixar o dele. Com a larga vantagem, o Galo administrou o jogo e o goleiro Victor foi um mero torcedor que acompanhou a partida de camarote dentro das quatro linhas.

A goleada se desenhou na etapa complementar. Aos 23 minutos, Júnior Urso cruzou da direita e Carlos, que entrou no lugar de Cazares, subiu mais que a zaga para fazer o primeiro dele na temporada 2016.

Em primeiro!

A goleada no Gigante da Pampulha sacramentou o primeiro lugar do Galo no Grupo 05 da Libertadores. O Galo fechou a fase de grupos com 13 pontos e 72.2% de aproveitamento. Foram quatro vitórias, um empate e apenas uma derrota.

Na próxima fase, o Atlético enfrentará um dos segundos colocados classificados com a vantagem de decidir a vaga nas quartas de final em Belo Horizonte.

Começo eletrizante!

O Atlético não deu tempo nem do Melgar se organizar em campo. Com menos de um minuto, o Galo abriu o placar com a famosa bola aérea. Douglas Santos cobrou falta da esquerda, Júnior Urso cabeceou e o goleiro deu rebote. A bola sobrou limpa para o zagueiro Tiago tocar para o fundo das redes do time peruano. Esse foi o 100º gol atleticano em Libertadores e o primeiro de Tiago no torneio.

Na trave!

O Atlético tomava conta da partida e quase ampliou aos cinco minutos. Júnior Urso cruzou da direita, Robinho tentou o chute mas a bola sobrou para Cazares que acertou a trave do gol de Ferreyra.

Robinho!

O segundo gol não demorou a sair. Aos sete minutos, após novo cruzamento do setor direito, Robinho meteu a cabeça como manda o figurino e fez o segundo. Primeiro dele na Libertadores com a camisa atleticana.

Mais um!

Com o adversário nocauteado, o jogo estava fácil para o Atlético e o terceiro gol não demorou a acontecer. Aos 16 minutos, Júnior Urso foi derrubado dentro da área do Melgar. O árbitro não titubeou e apontou a penalidade. Na cobrança, Lucas Pratto deixou o dele no Gigante.

A larga vantagem fez com que o Atlético diminuísse o ritmo e administrasse o resultado. O Galo mantinha a posse de bola e envolvia o combalido time peruano que não conseguia criar chances de gol.

O panorama do final da primeira etapa se repetiu no segundo tempo. O Galo era superior em campo porém não caprichava nas finalizações. O Melgar limitava-se a se defender e nao levava nenhum perigo à meta alvinegra.

Quase, Melgar!

O Melgar teve a primeira chance de gol apenas aos 15 minutos da etapa complementar. Cuesta recebeu livre no ataque, driblou o goleiro Victor mas demorou a chutar para o gol. Quando ele conseguiu a finalização, o zagueiro Tiago salvou em cima da linha.

É goleada!

O quarto gol atleticano aconteceu apenas aos 23 minutos. Júnior Urso cruzou da direita e Carlos usou a cabeça para fazer o primeiro gol dele na temporada 2016.

Jogo decidido, o Galo tocou a bola e esperou o apito final do árbitro venezuelano.

Foco nas semifinais do Mineiro!

Agora o Galo deixa a Libertadores de lado para focar nas semifinais do Campeonato Mineiro. No domingo, às 16h, o Atlético vai encarar a URT, em Patos de Minas, no primeiro jogo que decidirá quem vai para a grande final do Estadual 2016. Por ter feito a melhor campanha, o time alvinegro joga por dois resultados iguais e decidirá a vaga na final em Belo Horizonte.
ATLÉTICO 4 X 0 MELGAR

Motivo: 6ª rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte
Data e hora: quinta-feira, 14 de abril, às 19h30
Árbitro: Jesus Valenzuela (VEN)
Assistentes: Carlos Lopez e Luis Sanchez (VEN)
Público pagante: 36.081 Renda: R$ 1.630.310,00
Gols: Tiago, aos 47 segundos, Robinho, aos 7 minutos, Lucas Pratto, aos 17 minutos do primeiro tempo; Carlos, aos 23 minutos do segundo tempo

Atlético – Victor; Marcos Rocha, Tiago, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete, Júnior Urso, Rafael Carioca (Eduardo) e Cazares (Carlos, depois Pablo); Lucas Pratto e Robinho. Técnico: Diego Aguirre

Melgar – Ferreyra; Bolaños, Santamaría, Villamarín e Quina; Hinostroza (Arismendi), Arias, Leudo (Arce), Sánchez e Loyola; Cuesta. Técnico: Juan Reynoso.

Por

comentários