Tombense escapou do rebaixamento no Campeonato Mineiro apenas na última rodada.

 

Em 2016, o Tombense escapou do rebaixamento no Campeonato Mineiro apenas na última rodada. Nesta temporada, o time de Tombos, sob o comando de Raul Cabral, teve bem menos dificuldade para atingir esse objetivo, pois sacramentou sua permanência na elite do estadual com duas rodadas de antecedência.

Por pouco, o Gavião não conquistou vaga nas semifinais do Mineiro. A derrota na última derrota em casa para o URT, quando atuou boa parte da partida com um jogador a menos pesaram na desclassificação da equipe. “Fizemos dentro do esperado um bom Campeonato Mineiro. Vi um grupo comprometido. Na maioria dos jogos tivemos mais posse de bola. Escapamos com antecedência do rebaixamento e poderíamos ter chegado às semifinais, mas demos brechas, principalmente nos jogos em casa. Faltou um equilíbrio maio na parte ofensiva e defensiva”, avaliou o técnico Raul Cabral.

Durante mesmo o estadual, Raul Cabral juntamente com membros da comissão técnica e da diretoria iniciariam o planejamento para a Série C. A estreia do Tombense será no próximo dia 13 de maio contra o Tupi. Com tempo para descansar e preparar a equipe, Raul Cabral explica o que está definido para este período. “Estamos aproveitando esse momento para uma pequena reformulação no elenco. Alguns jogadores mais jovens serão emprestados para ganharem rodagem e voltarem melhor ainda. Também iremos ao mercado contratar jogadores pontuais, mais experientes, que conhecem a competição e tem um perfil vencedor. Esses atletas darão um suporte importante aos remanescentes”, explicou o treinador.

No total, 20 equipes disputam a Série C. Raul Cabral acredita que se o planejamento for executado, o Tombense pode brigar por uma vaga na Série B de 2018. “Queremos fazer uma competição forte. Sabemos da dificuldade, porque ela é mais longa que o estadual. Precisamos iniciar bem a Série C para demonstrar logo que brigaremos pelo acesso. Estamos confiantes em atingir o grande objetivo do clube, que é o acesso”, concluiu.

comentários