A goleira do Brasil teve o seu dia de “santa” no Mineirão, pegou dois pênaltis e garantiu a classificação verde e amarela.

 

Heroica! Assim foi a classificação brasileira para a semifinal do futebol feminino na noite desta sexta-feira (12). A partida contra a Austrália pelas quartas de final teve todos os ingredientes de um jogo decisivo. Chances perdidas, sustos, disputa de pênaltis e muita emoção. Uma classificação com o nome de Bárbara. A goleira do Brasil teve o seu dia de “santa” no Mineirão, pegou dois pênaltis e garantiu a classificação verde e amarela.

A festa foi completa no Gigante da Pampulha. Com a presença de mais de 52 mil torcedores, que fizeram uma linda festa com direito ao famoso aplicativo do celular Strobo Led, que consiste em uma luz que fica piscando, muita empolgação e cânticos de apoio as jogadores brasileiras, o Brasil garantiu a classificação para mais uma semifinal olímpica.

Em busca do sonhado ouro inédito no futebol feminino, o Brasil agora vai reencontrar a Suécia na semifinal. O duelo entre brasileiras e suecas será na próxima terça-feira (16), às 13, no Maracanã. As duas seleções já haviam se enfrentado na primeira fase do futebol feminino e na oportunidade o time verde e amarelo atropelou com uma goleada por 5 a 1.

Placar zerado

O Brasil foi melhor que a Austrália na partida desta sexta. Mas, apesar disso, as brasileiras não conseguiram vencer a inspirada goleira Lydia Williams. Depois de um primeiro tempo equilibrado, o time  da casa dominou na etapa final. Debinha, Thaisa e Andressa Alves tiveram boas chances, mas não aproveitaram e também pararam na goleira australiana.

Aliás, o susto fez parte de todas as formas no duelo. No final do tempo normal, Logarzo apareceu bem no ataque, chutou forte e acertou o travessão da goleira brasileira. A sorte parecia estar do lado brasileiro. Um fato triste marcou o jogo. A lateral-direita Fabiana teve que ser substituída após sofrer uma lesão. Ela chegou a tentar levantar, mas não conseguiu. Deixou campo de maca e com muitas dores. Poliana entrou em seu lugar.

Na prorrogação, as brasileiras continuaram dominando o jogo, mas a goleira Williams fez grandes defesas e continuava evitando de todas as formas o gol do Brasil. O técnico Vadão resolveu fazer a segunda mudança no time já na reta final, quando colocou Andressinha na vaga de Thaisa.

Susto grande; Sai que é sua Bárbara

Bárbara pegou dois pênalti e foi a heroína brasileira na disputa de pênaltis com a Austrália – Foto: Getty Images / Pedr Vilela

Bárbara pegou dois pênalti e foi a heroína brasileira na disputa de pênaltis com a Austrália – Foto: Getty Images / Pedr Vilela

A disputa de pênaltis entre Brasil e Austrália não poderia ser mais tensa. Foram 16 cobranças no total, oito de cada lado. Depois das duas seleções converterem suas quatro primeiras cobranças, um susto que deixou o torcedor brasileiro muito tempo. A capitã Marta acabou errando a quinta cobrança, que foi defendida por Williams. Se a Austrália fizesse acabava, mas uma “santa” resolveu entrar em ação. A goleira Bárbara defendeu a penalidade foi cobrada por Gorry e manteve Brasil na briga.

A disputa continuou até a oitava cobrança. Primeiro, a lateral-esquerda Tamires converteu bem a sua cobrança fazendo 7 a 6 para o Brasil. Na sequência a goleira Bárbara, em estilo ao ex-goleiro Taffarel na Copa do Mundo de 1994, pulou bem na cobrança de Kennedy e como um gatou fez bela defesa garantindo a classificação brasileira para a semifinal. A torcida foi ao delírio e fez a festa no Mineirão.

Quem cobrou os pênaltis do Brasil

Oito jogadoras brasileiras cobraram as penalidades na disputa com a Austrália, sendo que apenas uma errou. Andressa Alves, Andressinha, Bia, Rafaelle, Debinha, Mônica e Tamires converteram as setes cobranças da vitória por 7 a 6. Já a capitã Marta foi a responsável pela única cobrança perdida, que foi defendida pela goleira Williams.

Como o Brasil jogou

A Seleção Brasileira derrotou a Austrália com: Bárbara; Fabiana (Poliana), Mônica, Rafaelle e Tamires; Thaisa (Andressinha), Formiga e Marta; Debinha, Andressa Alves e Bia.

Para ler mais notícias do Por Dentro de Minas, clique em esporte.pordentrodeminas.com. Siga também o Por Dentro de Minas no Twitter e Facebook e pelo RSS.

comentários