A grande final do Campeonato Mineiro de Motocross começou neste sábado, em Piranga, na Zona da Mata.

 

As pessoas que comparecerem à grande final do Campeonato Mineiro de Motocross neste sábado (18) e domingo (19), a partir das 8h, na cidade de Piranga, terão a oportunidade de assistir a saltos e entortadas de tirar o fôlego. Inspirada nos circuitos americanos, a pista da rua José Milagres, Júnior, s/n, Centro contará com obstáculos que até então não foram usados na temporada 2017.

Entre as novidades estão o salto em descida chamado Doug Henry, o triplo em subida e uma cruva com duas opções de passagem. Além disso, o circuito contará com uma sessão de 11 costelas grandes, um tobogã que passa por dentro de uma mata e uma mesa de chegada com 31 metros. Tudo isso em 1.400 metros de extensão.

Segundo Cássio Marques, presidente do Moto Clube Cassios Racing e diretor de motocross da Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais (FMEMG), esse é um circuito de grau intermediário. “Essa pista foi feita para todo mundo andar, só que o piloto que treina mais vai poder sair muito mais do que o amador, porque ela deixa o atleta arriscar mais. No salto em descida, por exemplo, quem é mais treinado conseguirá saltar mais longe”, explica.

Outro diferencial do circuito é a ausência de arquibancadas, como ocorre nas grandes competições dos Estados Unidos. Para encarnar de vez o espírito americano, foram separados vários espaços onde o público poderá conferir de perto cada lance das corridas. “Criamos um bolsão fechado bem no centro da pista para dar bastante emoção. Quem quiser também poderá ficar na praça de alimentação ou no paddock. Todos os lugares têm 100% de visibildade”, conta

Após o trabalho intenso para deixar o circuito impecável, Cássio revela que esta é uma das melhores pistas que ele já construiu até hoje. “O visual está bem fiel ao que eu vi nos Estados Unidos, a logística, o jeito do saltos e a visão do público. Estou bem feliz com o resultado. Eu sei que esse circuito vai ser um show à parte, tanto para os pilotos quanto para o público”, ressalta.

comentários