No ginásio do Tijuca, as minastenistas não se intimidaram, deram muita raça e venceram as cariocas, por 3 sets a 1. Assim, o Camponesa/Minas foi o único time a vencer o Rexona-Sesc, no Rio de Janeiro, nesta Superliga. As parciais do jogo foram: 25/22, 25/21, 21/25 e 25/19.

 

Por José Luiz Júnior

Foi um jogo bonito de se ver. Camponesa/Minas e Rexona-Sesc fizeram um clássico digno de semifinal de Superliga. No ginásio do Tijuca, as minastenistas não se intimidaram, deram muita raça e venceram as cariocas, por 3 sets a 1. Assim, o Camponesa/Minas foi o único time a vencer o Rexona-Sesc, no Rio de Janeiro, nesta Superliga. As parciais do jogo foram: 25/22, 25/21, 21/25 e 25/19. A norte-americana Hooker foi a maior pontuado do jogo, com 21 acertos. Já a levantadora Naiane, que fez um jogo espetacular, ficou com o Troféu Viva Vôlei por ter sido eleita a melhor jogadora da partida.

Agora, cada equipe tem uma vitória na série melhor de cinco da semifinal da competição nacional. O terceiro duelo entre mineiras e cariocas será nesta sexta-feira (7/4), novamente no ginásio do Tijuca, às 21h30. Com o triunfo minastenista, o quarto jogo será disputado no dia 11 de abril, desta vez, na Arena Minas Tênis Clube.

Outros destaques
Além da levantadora Naiane e da oposta Hooker, a ponteira Rosamaria também fez uma grande partida. A jogadora marcou 15 pontos, sendo 12 deles de ataque. As centrais Mara e Carol Gattaz dominaram o bloqueio e contribuíram muito com o triunfo minastenista, com 14 e 11 pontos, respectivamente.

Como foi…
O jogo começou muito equilibrado. O time da casa, apoiado pela torcida, esteve à frente em praticamente todo o primeiro set. No entanto, o Camponesa/Minas não se abateu e conseguiu virar o placar para fechar a parcial em 25/22. No segundo set, a história se repetiu. Os times mostraram muita qualidade técnica, tanto na defesa quanto no ataque. No fim, porém, com mais consistência e vontade, as minastenistas fizeram 2 sets a 0: 25/21. No terceiro set, as cariocas levaram a melhor (25 a 21) e diminuíram para 2 sets a 1. No quarto set, o Camponesa/Minas voltou a se impor no ataque e conseguiu, aos poucos, abrir vantagem. Com muita raça e consistência, as minastenistas conseguiram fechar o jogo em 25/19 (3 a 1).

Com a palavra, Naiane…
“Hoje, o nosso time conseguiu se impor em quadra. O nosso jogo fluiu e deu muito certo. A gente se encaixou e conseguiu fazer a uma tática de jogo muito melhor que no primeiro jogo. Tivemos alguns erros, mas eles não nos abalaram e conseguimos sair de situações difíceis. Com certeza, essa vitória nos dá um gás a mais, e a série não termina no próximo jogo. Vamos treinar e nos preparar para a próxima batalha” – Naiane, levantadora do Camponesa/Minas.

Ingressos no Rio
Os torcedores do Camponesa/Minas podem acompanhar o terceiro jogo da equipe no Rio de Janeiro. Continuam à venda, na bilheteria do Teatro Bradesco (Rua da Bahia, 2.244), das 12h às 20h, os pacotes de ingressos para os jogos na capital fluminense. O valor do ingresso individual é de R$ 100 por pessoa, com direito a passagens de ida e volta, em ônibus executivo, mais um ingresso para o jogo e uma camisa da Torcida Vitaminada Camponesa/Minas.

Corra e adquira o seu, pois restam poucas vagas. Os ingressos são limitados aos 48 primeiros torcedores (lotação máxima do ônibus). O ônibus só sairá de Belo Horizonte se forem comercializados, no mínimo, 30 pacotes para cada dia. Caso contrário, o valor será devolvido ao torcedor. O pagamento deve ser feito em dinheiro.

A saída do ônibus para o Rio de Janeiro será na sexta-feira (7/4), às 11h, da portaria da Rua Antônio de Albuquerque, 1.200 (Minas I). O retorno será após o jogo.

Os menores de 18 anos só poderão viajar acompanhados dos pais ou responsáveis legais, com os devidos documentos.

Ficha técnica
Rexona-Sesc: Roberta, Gabi, Juciely, Monique, Anne, Carol e Fabi (líbero). Entraram: Drussyla, Régis, Helô e Camila. Técnico: Bernardo Rezende.
Camponesa/Minas: Naiane, Hooker, Carol Gattaz, Mara, Jaque, Rosamaria e Léia (líbero). Entraram: Karol Tormena, Fran, Pri Daroit . Técnico: Paulo Coco.
Árbitros: Jediel de Carvalho, de São Paulo, e Marlon Barreto, do Espírito Santo.

Semifinal
31/3 – Camponesa/Minas (0 x 3) Rexona-Sesc
4/4 – Rexona-Sesc (1 x 3) Camponesa/Minas – Sportv
7/4 – 21h30 – Rexona-Sesc x Camponesa/Minas – Sportv
11/4 (se necessário) – Camponesa/Minas x Rexona-Sesc
14/4 (se necessário) – Rexona-Sesc x Camponesa/Minas

comentários