• atualizado em 28/09/2017 às 12:41  

Dentre as novidades desta edição estão o lançamento do Prêmio Remo Usai de Música para Imagem e a presença do compositor americano Laurence Rosenthal, responsável por trilhas de filmes como Becket, Fúria de Titãs e séries como O Jovem Indiana Jones, A Ilha da Fantasia, entre outras.

 

Entre os dias 28 de setembro e 01 de outubro, o CCBB Belo Horizonte – Praça da Liberdade, 450 – Funcionários, recebe a terceira edição do Festival Musimagem, primeiro festival dedicado exclusivamente à música para a imagem. Neste ano, o festival conta com a presença do compositor americano Laurence Rosenthal, responsável por trilhas de filmes Cult como “Becket”, blockbusters como “Meteoro” e “Fúria de Titãs”. Além de séries estilo superprodução como “O Jovem Indiana Jones”, trabalhando com George Lucas e Steven Spielberg durante as três temporadas, “A Ilha da Fantasia”, entre outras. O evento, patrocinado pelo Banco do Brasil, contará com concertos, workshops, palestras, debates, mostras e grupos de trabalho. Todas as atividades são gratuitas. Para atrações que acontecem no Teatro I é necessário retirar senha de acesso com uma hora de antecedência. Já as inscrições para grupos de trabalho, workshops, palestras e mesa de debate que acontecem no Teatro II devem ser realizadas por meio do site festival.musimagembrasil.com.

 

A grande novidade desta edição fica por conta da criação do Troféu Remo Usai de Música para Imagem. Remo Usai é um compositor de extrema importância para o audiovisual, fez “Assalto ao Trem Pagador” e “Boca de Ouro”, por exemplo, dentre tantos outros trabalhos. Segundo Marcos Souza, curador do Festival, o prêmio vem justamente contemplar nomes importantes da história da música original para imagem. “O premiado deste ano será o compositor Waltel Branco, de Curitiba, com 88 anos, que estará presente à premiação. Ele é autor de trilhas para novelas como O Bem Amado, Tititi, Feijão Maravilha e diversos outros projetos.”

 

Outra novidade desta edição é a Mostra Musimágica Infantil, uma mostra de cinema infantil, com a exibição de diversos filmes deste segmento e a presença dos compositores das trilhas sonoras, explicando como foi o processo de criação dessas músicas.

 

Popularmente conhecida como trilha sonora, a música composta para o audiovisual sempre esteve presente no cinema. Muitas vezes ela define o sucesso ou não de um filme, sendo responsável por manter o suspense em determinadas cenas, ou trazer emoção em um momento de tensão. A música e a imagem são companheiras de longa data, mas os compositores brasileiros que realizam esse trabalho quase sempre têm pouquíssima visibilidade. O objetivo do festival é justamente divulgar o mercado de composição no Brasil e no mundo. “A intenção é trazer o universo da música para a imagem cada vez mais pra perto do público, ampliando a visibilidade dos músicos que atuam nesta área, incentivando novas pessoas a mergulharem no tema”, explica Souza.

 

O evento é aberto ao público profissional e entusiasta, já que música para cinema, TV, comerciais, videogames, habita o imaginário popular. O Festival Musimagem é idealizado e produzido pela Musimagem Brasil, Associação Brasileira de Compositores de Música para Audiovisual e tem curadoria do pianista Marcos Souza, e do compositor Tim Rescala.

 

Sobre a Musimagem Brasil:
A Musimagem Brasil é a Associação Brasileira de Compositores de Música para Audiovisual.
O objetivo principal da associação é revelar ao público, dar destaque e valorizar o papel do músico que compõe para o audiovisual, o que o torna co-autor da obra final.
Fundada em 2008, a Musimagem Brasil tem diversos projetos culturais e eventos musicais em desenvolvimento, e encontra-se em constante crescimento.

 

Programação:

 

28/9 (Quinta-Feira) – Abertura do Festival

19h30 – Teatro I

Concerto dos Associados da Musimagem Brasil e entrega do Troféu Remo Usai Musimagem Brasil 2017

 

Entrega do prêmio ao ganhador deste ano, o compositor Waltel Branco.

 

“Waltel Branco, maestro, arranjador e instrumentista (Paranaguá, 22/11/1929) compositor erudito e popular, ajudou a criar as estéticas da MPB, Bossa Nova, Jazz-Samba e Jazz-Fusion desde os anos 50. Lançou mais de 20 discos, cultuados pelas experimentações e virtuosismo, sendo o álbum Meu Balanço um dos discos com cotação mais alta do mundo em bancas de colecionadores segundo sites como Discogs. Foi arranjador, compositor e diretor musical das trilhas de novelas e vinhetas da rede Globo por quase três décadas, dentre elas, Irmãos Coragem, Escrava Isaura, O Bem Amado, Selva de Pedra e aberturas de Jornal Nacional, Os Trapalhões, Sitio do Pica Pau Amarelo, alem de festivais e especiais musicais da emissora, tendo ajudado a criar a imagem da musica brasileira que correu o mundo em mais de 100 países através de novelas e filmes.” (Manoel J de Souza Neto)

 

(Distribuição de senhas uma hora antes)

 

Participação dos músicos:

Gilson Peranzzetta

Ivan Lins

Ricardo Leão

Rodrigo Marsilac

Marion Lemonnier

Alberto Rosenblit e Zé Neto

Noel Fernandes

Marcos Kuzka

 

 

29/9 (Sexta Feira) – Convidado Internacional

 

10h – Teatro II

Grupo de Trabalho

A Música na Educação

Mediador – Ricardo Petracca

(Inscrições pelo site: festival.musimagembrasil.com)
10h00 – Teatro I

Mostra Musimágica Infantil

Filme “Brasil Animado” – Diretora: Mariana Caltabiano. Trilha Sonora: Alexandre Guerra, duração 2h40

 

15h – Teatro II

Workshop/ Palestra

Tecnologia a Serviço da Música

Pedro Milman e Ricardo Gomes

(Inscrições pelo site: festival.musimagembrasil.com)

 

16h – Teatro II

Workshop/ Palestra
Música para Jornalismo

Marion Lemonnier e Mauro Perelman

(Inscrições pelo site: festival.musimagembrasil.com)

 

17h – Teatro II
Workshop/ Palestra

Direitos Autorais no Audiovisual

Palestrante: Alexandre Guerra e Mario Di Poi

(Inscrições pelo site: festival.musimagembrasil.com)

 

 

19h30 – Teatro I

Palestra Musical

 

Laurence Rosenthal (Detroit)

 

Laurence Rosenthal, nascido em Detroit, Michigan, após se formar na Eastman School of Music foi para Paris estudar com Nádia Boulanger. Lá ele conheceu e se aproximou da vanguarda de compositores do início do século XX, conhecendo e convivendo com importantes nomes da música de época como Igor Stravinsky, Leonard Bernstein e mesmo Heitor Villa-Lobos. Durante a segunda guerra, foi nomeado ”Compositor oficial dos Documentários da Força Aérea Americana”, posto onde possuía uma orquestra à sua disposição para gravação e muita liberdade criativa.

 

Compondo também para a televisão, Laurence recebeu o prêmio EMMY de melhor trilha sonora 7 vezes. Paralelamente ao seu trabalho com música para imagem, Laurence sempre manteve uma prolífica carreira como compositor e regente de música de concerto, e teve composições sinfônicas estreadas por Leonard Bernstein, Erich Leinsdorf e a Rochester Philarmonic.

 

Entre seus diversos trabalhos, filmes como O Sol Tornará a Brilhar (1961), O Milagre de Anne Sullivan (1962), Becket, O Favorito do Rei (1964), A Ilha do Dr. Moreau (1977), O Retorno do Homem Chamado Cavalo (1976)  .

 

 

Prêmios mais importantes

 

– Oxford Film Festival, por Encontros com Homens Notáveis (1979)

– 2 Nomeações ao Globo de Ouro por Becket (1964) The African Elephant (1972)

– 12 nomeações ao Emmy, 7 das quais recebeu o prêmio por: Michelangelo: the Last Giant (1966); Peter, the great (1986); Anastasia (1987), The Bourne Identity (1988); The Young Indiana Jones Chronicles (1994, 1995 e 1997)

– 2 nomeações ao oscar por Beckett (1964) Homem de La Mancha (1972)

– Em 1999 a ”Film Music Society” of Los Angeles lhe concedeu o prêmio CAREER ACHIEVEMENT AWARD e em 2006 a ‘’ASCAP” lhe deu o LIFE IN MUSIC AWARD.

 

(Distribuição de senhas uma hora antes)

 

30/09 (Sábado) – Música & Imagem Internacional

 

10h – Teatro II                      

Grupo de Trabalho – O Mercado de Trabalho

Participantes: Aberto aos inscritos.

Mediador – Mauricio Domene (Alberto Rosenblit e Zé Neto enriquecem o grupo)

(Inscrições pelo site: festival.musimagembrasil.com)

 

10h – Teatro I

Mostra Musimágica Infantil

Filmes – Curtas

1 – Histórias da Unha do Dedão do Pé do Fim do Mundo – Diretores: Evandro Salles e Marcia Roth, Trilha Sonora:Tim Rescala, Duração 9 min

2 – Malevich – Diretores:Evandro Salles e Marcia Roth, Trilha Sonora:TimRescala, Duração16’40”

3 – Sobre 2 quadrados – Diretores:Evandro Salles e Marcia Roth, Trilha Sonora:Tim Rescala, Duração 8’17”

4 – A Travessia – Diretora:Fernanda Sasaki, Trilha Sonora:Noel Fernandes, Duração 2’44”

5 – O Lobisomem e o Coronel – Diretores: Elvis Kleber e Ítalo Cajueiro, Trilha Sonora: MarceloGuima, Duração 10’10”.

6 – Buba e o Aquecimento Global – Diretores: Bruno Bask e Eduardo Nakamura, Trilha Sonora:Mauricio Domene, Duração 1 min

7 – Remoto Controle Remoto – Diretores:Bruno Bask, Trilha Sonora:Mauricio Domene, Duração 2’34”

8 – DINO AVENTURAS – Animação Brasileira Série com 20 episódios -Diretor:Andre Forni,Trilha Sonora:Alexandre Guerra,Duração 6’59”

 

15h – Teatro II

Palestra

A Percepção da Música no Audiovisual

Palestrantes – Felipe Radicetti e Rodrigo Toffolo

(Inscrições pelo site: festival.musimagembrasil.com)

 

 

17h – Teatro II

Mesa de debate – O que é Trilha Sonora?

Som Direto, ambiente, efeitos, foley e música

Participantes:

Waldyr Xavier – Editor de Som

Paulo Ricardo – Som direto

Fernando Aranha – Musimagem

Mediador – Zé Neto/ Alberto Rosenblit

(Inscrições pelo site: festival.musimagembrasil.com)

 

 

19h30 – Teatro I

Concerto Internacional

Orquestra Ouro Preto interpreta o convidado internacional Laurence Rosenthal, entre outros.

(Distribuição de senhas uma hora antes)

 

 

 

01 de outubro (Domingo) – Música & Imagem Nacional

 

11h30 – Teatro II

Grupo de Trabalho – Direito Autoral

Mediador – Felipe Radicetti

(Inscrições pelo site: festival.musimagembrasil.com)

 

 

14h – Teatro I

Mostra Musimágica Infantil

Filme “Bruxarias” – Diretora Virgínia Curia – Espanha. Musica Original: Zé Neto, duração 1h15

 

15h – Teatro II

Palestra

Música sinfônica para audiovisual – Composição e Gravação: Tim Rescala e ClementZular

(Inscrições pelo site: festival.musimagembrasil.com)

 

17h – Teatro I

Mesa de Debate

Cadeia Criativa do Audiovisual:

Sylvio Back – Presidente da DBCA (Diretores Brasileiros de Cinema e do Audiovisual)

Ricardo Hofstetter – Presidente da ABRA (Associação Brasileira de Autores Roteiristas)

Felipe Radicetti – Musimagem Brasil

Tim Rescala – Musimagem Brasil
Mediador: Marcos Souza

(Inscrições pelo site: festival.musimagembrasil.com)

 

 

19h30 – Teatro I

Concerto Nacional

Orquestra Ouro Preto interpreta compositores brasileiros associados da Musimagem Brasil, além de marcantes músicas do cinema como Manhã de Carnaval (Luiz Bonfá) e Melodia Sentimental (Villa-Lobos)

 

 

Serviço

Festival Musimagem

Data: 28/09 a 01/10 – de quinta a domingo

Local: CCBB Belo Horizonte (Praça da Liberdade, 450 – Funcionários)

Endereço: Praça da Liberdade, 450 – Funcionários

Todas as atrações são gratuitas.

A retirada de ingressos deve ser realizada na bilheteria do CCBB uma hora antes do início das atrações. Inscrições para grupos de trabalho, workshops, palestras e mesa de debate que acontecem no Teatro II devem ser realizadas por meio do site festival.musimagembrasil.com.

 

Página no Facebook: https://goo.gl/LqpgLS

Spotify: https://goo.gl/eq4afm

 

Assessoria de Imprensa Festival Musimagem

Pessoa. Agência de Relações Públicas

(31) 3485-7875

Erika Pessôa– erika@pessoacomunicacao.com.br – (31) 99347-3993

Iaçanã Woyames– iacana@pessoacomunicacao.com.br – (31) 99226-8697

Igor Basilio – atendimento3@pessoacomunicacao.com.br – (31) 99443-8170

 

 

Assessoria de Imprensa Centro Cultural Banco do Brasil – BH

Bárbara Campos Guimarães

Telefone: (31) 3431-9412

barbaracg@bb.com.br

comentários