Inquérito policial no qual foi identificado um grupo criminoso responsável pelo tráfico interestadual de maconha de Foz do Iguaçu/PR para Minas Gerais.

 

A Polícia Federal em Minas Gerais concluiu inquérito policial, no qual foi identificado um grupo criminoso responsável pelo tráfico interestadual de maconha de Foz do Iguaçu/PR para Minas Gerais.

Em 01/05/2016, na rodovia BR-381, na altura de Sabará/MG, a Polícia Rodoviária Federal abordou uma carreta, com placas de Foz do Iguaçu/PR, que transportava carga de arroz, destinada a uma empresa estabelecida Contagem/MG. Enquanto a documentação do veículo era fiscalizada, o motorista e seu ajudante fugiram. Vistoriada a carga de arroz, foram encontrados 700 kg de maconha. Na cabine do caminhão, foram encontrados apenas os documentos do motorista.

O material apreendido foi encaminhado para a PF, que deu início às investigações. Foram identificados quatro brasileiros responsáveis pelo tráfico interestadual de maconha: o motorista do veículo, seu ajudante, o proprietário da carreta – que já teve outra carreta apreendida em situação semelhante – e o responsável pela ocultação da maconha em meio à carga de arroz.
Não foram identificados os recebedores da droga em Minas Gerais. Restou comprovado que a empresa destinatária da carga de arroz não tinha nenhum envolvimento com o tráfico de drogas, tendo os criminosos se valido do transporte lícito da carga tão somente para nela ocultar a maconha traficada.

As prisões preventivas dos indiciados foram decretadas, sendo que apenas o proprietário da carreta se encontra preso, estando os demais foragidos. Os investigados foram indiciados pelo crime de tráfico interestadual de drogas, cuja pena máxima é de 20 anos.

O inquérito policial será enviado à Justiça da Comarca de Sabará e ao Ministério Público do Estado de Minas Gerais para que seja promovida a ação penal pertinente.

Relacionados

comentários