Os fragmentos ósseos foram periciados e submetidos a exame de DNA para comprovação precisa da identidade.

 

Na segunda-feira (17), a Polícia Civil de Minas Gerais em Raul Soares identificou uma ossada humana, onde as investigações apontam se tratar de Eduardo Lanna Caldas, desaparecido desde 5 de maio deste ano. Os fragmentos ósseos foram periciados e submetidos a exame de DNA para comprovação precisa da identidade.

A PCMG foi acionada pela Polícia Militar, pois havia a informação de que uma ossada humana teria sido encontrada em uma fazenda no Morro da Cemig. Ao chegar ao local, percebeu-se alguns fragmentos ósseos espalhados em um raio de 300m, provavelmente espalhados por cães que se encontram no local. Também foram encontradas uma mochila e uma calça jeans.

Dentro da mochila foi encontrada a carteira de habilitação e a carteira de identidade de Eduardo Lanna Caldas. Eduardo havia desaparecido na cidade, desde junho deste ano, e estava em tratamento psiquiátrico.

Também na mochila havia roupas e medicamentos para uso psiquiátrico. Alguns familiares estiveram no local e reconheceram também as peças de roupas como sendo de Eduardo. Seguindo o levantamento investigativo, também foi encontrada uma chave de carro (provavelmente de um fusca que Eduardo era proprietário) e um aparelho celular, que também foi reconhecido pelos familiares como sendo de Eduardo.

Ao todo, 23 fragmentos ósseos foram encontrados. Todos esses fragmentos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Caratinga e posteriormente para o IML de BH, para realizar identificação e análise de DNA. A causa da morte não pode ser definida, entretanto, não há sinais de violência no local.

comentários