Gratuitas, em praça pública, apresentações são realizadas em seis cidades de Minas Gerais. O próximo concerto acontece neste sábado (26/8), às 20h30, na histórica Caeté.

• atualizado em 26/08/2017 às 15:44  

“A Filarmônica de Minas em Nova Lima trouxe para todos um momento de magia e esplendor. Com maestria a orquestra fez com que todos se sentissem envolvidos em uma sonoridade única e encantadora. Bravo!”

Alessandra Machado Schneider, ouvinte do concerto realizado em junho, em Nova Lima

Encantamento, curiosidade e emoção é o que manifesta o público mineiro nos concertos ao ar livre em praças públicas da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais.

Em repertórios descontraídos e vigorosos, a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais tem executado com maestria a missão de democratizar o acesso à música sinfônica de qualidade a milhares de pessoas, que ganham a oportunidade de apreciar a excelência da orquestra mineira, criada pelo Governo de Minas Gerais, em 2008, em suas Turnês Estaduais e os Clássicos na Praça.

O programa de circulação e difusão da música orquestral nacional e internacional na Turnê Estadual este ano contempla seis municípios mineiros.

O público de Nova Lima, Paracatu e Sabará lotou os emocionantes concertos a céu aberto. A Turnê segue para as cidades de Caeté, Santa Bárbara e Tiradentes, entre agosto e setembro. Clique aqui e veja os detalhes da programação.

Segundo o secretário de cultura, Angelo Oswaldo, a Filarmônica compartilha música de concerto com todas as gerações de ouvintes, seja na Sala Minas Gerais, sua atual sede em Belo Horizonte, reservada pelo Governo do Estado, seja nas praças ou no interior de Minas Gerais.

“Graças ao Governo do Estado a Orquestra Filarmônica consolidou-se como uma das formações mais importantes da atualidade internacional. Por isso mesmo, é imprescindível que seja ampliado cada vez mais o acesso a esse patrimônio dos mineiros. A itinerância da orquestra permite a extensão cada vez maior do público, que se encanta com sua qualidade extraordinária”, afirma o secretário.

De acordo com o maestro associado da Filarmônica, Marcos Arakaki, os concertos de praças são uma oportunidade para o público se aproximar da orquestra por meio de informações e histórias que serão importantes para o conhecimento da música clássica.

“Quando tocamos em praça percebemos que 70% a 80 % das pessoas ali presentes estão vendo uma orquestra pela primeira vez. A reação do público é sempre admirável e, vendo as praças com cerca de 4 mil ou 5 mil pessoas, você descobre que está dentro de um processo muito importante de levar o acesso à cultura musical de orquestra a essas milhares de pessoas em Minas Gerais”

Marcos Arakaki,  maestro associado da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais

A participante do concerto em Paracatu, Marlene Gama, relata sua emoção ao conhecer pela primeira vez a orquestra mineira.“Estou ainda a suspirar pelo esplendor da Orquestra Filarmônica que minha Minas Gerais possui e, acredite, eu não sabia. Fiquei encantada com a apresentação (1/7/2017), me inebriou a vida”, ilustra a ouvinte.

O que chama a atenção, além dos números, é o fato de haver um grande interesse nesse encontro com a música clássica.

“A cada apresentação, a Filarmônica se encontra com públicos cada vez maiores e diversificados. Muitas vezes, um expressivo número das pessoas da plateia assiste a uma orquestra pela primeira vez. E se apaixona, quer mais”, diz Fabio Mechetti, diretor artístico e regente titular da Orquestra Filarmônica.

“Costumamos executar obras conhecidas do repertório da música clássica, mesclando com obras menos conhecidas. E o fazemos com a mesma qualidade dos palcos fechados porque, tanto nas ruas como nas salas de concerto, buscamos o mesmo: surpreender, desafiar, entreter, emocionar, proporcionando às pessoas uma gama de emoções através de nossos concertos”, afirma Marcos Arakaki, desde 2011 à frente das Turnês Estaduais e dos Clássicos na Praça da Filarmônica de Minas Gerais.

Em seus quase dez anos de vida, a Filarmônica apresentou-se para mais de 295 mil pessoas, em 105 concertos em praças públicas de 14 dos 17 Territórios de Desenvolvimento de Minas Gerais.

Caeté

A cidade histórica de Caeté, é a próxima a receber a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, neste sábado (26/8), às 20h30, no Ginásio Poliesportivo.

O público irá ouvir um repertório especial de compositores exponenciais da música sinfônica como Elgar, Berlioz, Schubert, J. Strauss Jr, Liszt, Tchaikovsky e Bizet, além de um dos mais importantes compositores brasileiros, Carlos Gomes.

A regência será do maestro Marcos Arakaki, que tem uma longa trajetória artística tanto na Filarmônica como em outras orquestras de destaque no Brasil e no exterior. O concerto é gratuito.

Clássicos na Praça

Os Clássicos na Praça, concertos realizados aos domingos com um repertório diversificado, gratuito, em praças e parques da Região Metropolitana de Belo Horizonte, também têm se mostrado um excelente veículo de propagação do universo da música erudita.

No primeiro semestre do ano, em três apresentações distintas – realizados no Dia das Mães, no Campus da Universidade Federal de Minas Gerais e em Betim – a Filarmônica proporcionou momentos de descontração e encantamento às mais diferentes pessoas.

Orquestra Filarmônica

A Filarmônica de Minas Gerais, ao longo de sua história, recebeu sete prêmios de cultura e desenvolvimento social, efetivando-se como um dos projetos mais bem-sucedidos de Minas Gerais e do Brasil no campo da música erudita.

Sob a direção artística e regência titular de Fabio Mechetti, a orquestra é atualmente formada por 90 músicos provenientes de todo o Brasil, Europa, Ásia, Américas Central, do Norte e Oceania, selecionados por um rigoroso processo de audição.

Desde a sua criação, em 2008, até junho de 2017, a Filarmônica totaliza quase 700 concertos para quase 900 mil pessoas, com a execução de 890 obras de compositores brasileiros e estrangeiros, sendo que mais de 43% do público pôde assistir às apresentações gratuitamente em praças da Região Metropolitana de Belo Horizonte e em 93 concertos no interior de Minas.

Os interessados em conhecer mais informações sobre as obras, escutar trechos de músicas e ter uma experiência musical podem acessar a casa virtual da Filarmônica via computador de mesa, tablets, celulares e smartphones no link www.filarmonica.art.br.

Serviço

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais – Turnê Estadual

Caeté: concerto gratuito em 26/8/17, às 20h30, na área externa do Ginásio Poliesportivo

Santa Bárbara: concerto gratuito em 2/9/17, às 20h30, na Praça da Matriz/Centro Histórico

Tiradentes: concerto gratuito em 17/9/17, ás 17h30, na Igreja Matriz de Santo Antônio

comentários