Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, sendo que durante as diligências foi recuperada parte de uma carga de cerâmicas escondida em uma fazenda da região.

 

Com o objetivo de reprimir o roubo e desvio de cargas na região Nordeste do Estado, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou, nesta quarta-feira (23), a Operação Alto da Compadecida. Durante a ação foram presos Igor de Jesus, 21 anos, Edson Souza Santos, 21, Jeferson dos Santos de Oliveira, 26, Wallas Rocha Pereira, 24, Mateus Mendes de Souza, 22, Diego Mineiro do Norte, 24, Ivomar Carvalho de Araújo, 42 e Denivaldo Araújo Santos, 31.

Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, sendo que durante as diligências foi recuperada parte de uma carga de cerâmicas escondida em uma fazenda da região. Também foram representados pela autoridade policial o pedido de 13 mandados de prisão temporária, sendo que sete foram cumpridos, estando os demais foragidos.

As investigações, que duraram cerca de um mês, buscavam apurar um roubo de carga da empresa Patrus. Na oportunidade, indivíduos armados subtraíram parte da carga contendo pneus, materiais esportivos, cosméticos, além de disjuntores elétricos.

Também fazia parte das apurações desvios de carga de arames, de uma grande empresa mineira, trazendo volumosos prejuízos.

Durante os trabalhos investigativos também foi apurada a autoria de outro roubo de cargas, resultando na prisão de mais um indivíduo.

As investigações foram coordenadas pelo delegado Gustavo Barletta, o qual também participou efetivamente das diligências. As delegacias de Salinas, Pedra azul, Medina e Itaobim contribuíram efetivamente para o sucesso da operação, bem como o apoio e confiança nos trabalhos policiais por parte do Poder Judiciário local.

Relacionados

comentários