Cerca de 120 quilos de maconha foram apreendidos durante operação em Uberlândia.

 

Foto: Divulgação/Polícia CivilUberlândia, Minas Gerais, 

Em uma união de esforços da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) com as entidades que compõem a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) foram apreendidos, em Uberlândia, cerca de 120 quilos de maconha, na noite dessa segunda-feira (11). Alisson Daniel Nascimento, de 18 anos, foi preso em flagrante pela posse do narcótico.

A ação policial foi montada a partir da informação de que um grande carregamento de drogas estaria sendo transportado, na noite de segunda-feira (11), para a região das “Chácaras”, distrito de Cruzeiro dos Peixotos. A partir de então, as equipes policiais se posicionaram estrategicamente em pontos da rodovia para interceptar o carregamento, que viria em um Honda/City, conforme informações recebidas pelas agências de inteligência.

Os policiais perceberam, então, a movimentação suspeita de dois veículos, sendo um Chevrolet/Cruise de cor branca e um Honda/City de cor cinza, os quais seguiram cada qual uma rota distinta a certa altura da rodovia. As equipes então resolveram abordar, primeiramente, o Honda/City, que não obedeceu à ordem de parada, quando se iniciou uma perseguição policial e troca de tiros.

Percorrendo a rodovia em alta velocidade, o condutor do Honda/City acabou perdendo o controle do veículo e capotou próximo a um trevo. Assim que tentou empreender fuga a pé, o condutor, Alisson Daniel Nascimento, foi contido e imobilizado pela equipe policial.

Alisson foi imediatamente encaminhado ao pronto-socorro e, após oitivas, recolhido ao Sistema Prisional. No veículo Honda/City, foi localizada toda a droga acondicionada em barras prensadas. Durante interrogatório, ele disse à Polícia que a droga era destinada à região de Chácaras, em Cruzeiro dos Peixotos. Dali, os narcóticos seriam transportados para Montes Claros, no Norte de Minas. Questionado sobre o automóvel Chevrolet/Cruise, de cor branca, Alisson recusou-se a prestar esclarecimentos.

O Delegado Fábio Ruz Borges esclareceu que, durante a ação policial, o investigado furou o cerco e o bloqueio, vindo a jogar o carro contra a equipe da Polícia Civil e, posteriormente, a capotar. Ressaltou ainda que, após periciado, o veículo Honda/City, conduzido pelo investigado, apresentava sinais de adulteração.

comentários