Número de mortos em incêndio em creche de Janaúba sobe para 14

Criança estava internado no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, com mais de 80% do corpo queimado.

 

Janaúba/MG – A sala onde os alunos estavam tem grades na janela e teto de PVC, uma espécie de material plástico, também inflamável (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Um menino de cinco anos é a 14ª vítima do incêndio provocado pelo vigia de uma creche da cidade de Janaúba, no norte de Minas Gerais, em outubro de 2017.

Gabriel Carvalho de Oliveira estava internado no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, com mais de 80% do corpo queimado. Segundo a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), o menino morreu no início da tarde de hoje (11).

SAIBA MAIS:
Morre mais uma vítima do incêndio em creche de Janaúba
Criança vítima de ataque à creche de Janaúba recebe alta em Belo Horizonte

Uma mulher, cujo nome não foi confirmado pela fundação, permanece internada no mesmo hospital. Seu quadro clínico é considerado estável, de acordo com o último boletim divulgado pela Fhemig.

Os dois últimos óbitos registrados anteriormente ocorreram com um espaço de um mês entre eles. Em 6 de novembro, a auxiliar de professora Geni Oliveira Lopes Martins, de 63 anos, faleceu no Hospital João XXIII. Em 4 de dezembro, a auxiliar de classe Jéssica Morgana Silva Santos, 23 anos, morreu na Santa Casa de Montes Claros, no norte do estado.

O incêndio na Creche Municipal Educacional Infantil Gente Inocente foi intencionalmente provocado por um vigia do próprio estabelecimento, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, em 5 de outubro do ano passado. O próprio vigia morreu em decorrência das queimaduras que sofreu no local. Mais de 40 pessoas, entre adultos e crianças, ficaram feridas no incêndio.

Em 19 de outubro, 26 alunos retomaram as aulas em um prédio da Unidade de Atendimento Infantojuvenil do município.

comentários