Investigações apontam que caseiro foi morto durante tentativa de assalto em Santa Luzia

Uma tentativa de assalto mal sucedida foi apontada como causa para a morte do caseiro.

 

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma tentativa de assalto mal sucedida está sendo apontada pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) como causa para a morte do caseiro José Pinto dos Reis, de 62 anos. Em razão desse crime, foram cumpridos mandados de prisão preventiva contra Rander Henrique Vieira (o “Randão”), de 25 anos, e Leandro Henrique Amorim (o “Leleu”), de 22.

A dupla foi identificada e indiciada pela Polícia Civil pelo latrocínio de José, crime ocorrido no dia 03 de outubro do ano passado, no bairro Moreira, área de sítios localizada em Santa Luzia, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O chefe da Divisão Especializada em Investigação de Crimes Contra a Vida, Júlio Wilke, ressaltou o fato de que a vítima, de temperamento pacífico e sem antecedentes criminais, era caseiro há 20 anos no sítio onde foi executado.

Conforme explicou a Delegada que coordenou o inquérito policial Adriana Rosa, “apurou-se que os investigados Rander e Leandro, que já conheciam o imóvel, dirigiram-se ao local com a intenção de efetuar o roubo de bens patrimoniais. Cientes de que havia circuito de alarmes no imóvel, se esconderam embaixo da mesa, aguardando o caseiro chegar para terem acesso as dependências internas da casa”.
 
Quando José chegou ao local, foi abordado pelos investigados e rendido com simulacro de arma de fogo (uma furadeira envolva em uma blusa). Os suspeitos alegam que quando a vítima percebeu se tratar de uma arma falsa, alterou o tom de voz na tentativa de alertar os vizinhos. Nesse momento, a vítima teria sido atingida por um golpe de faca no pescoço desferido por Rander. Após o crime, os suspeitos fugiram.  

No curso das investigações foram localizadas roupas no local do crime e nas proximidades. As peças foram reconhecidas como sendo de Rander. Para elucidação total do caso, foi realizada uma reprodução simulada dos fatos em que foi constatado o envolvimento dos suspeitos no crime, sendo apontado Rander como autor da agressão e Leandro coautor do delito.

Rander foi preso no dia 31 de janeiro, no mesmo bairro onde ocorreu o crime. Já Leandro teve o mandado de prisão cumprido no presídio, visto que se encontrava preso em razão do assalto cometido a um ônibus na capital.  

comentários