A Polícia Civil, apresentou na tarde desta terça-feira, Lucas Gomes de Oliveira, de 20 anos, suspeito de ter matado um fiscal, em Belo Horizonte. Gomes, sem arrependimento, confessou ter matado o fiscal de ônibus Webert Eustáquio de Souza, de 33, à queima-roupa, na última quinta-feira (1°), dentro do coletivo 1502 (Vista Alegre/Guarani), na  na Avenida Cristiano Machado, no bairro Ipiranga, na Região Nordeste na capital.

Com frieza, ele admitiu que em “momento algum” sentiu remorso por matar o funcionário e disse que foi agredido pelo fiscal.  No dia anterior, em um ônibus da linha 1509 (Califonia/Tupi), da mesma empresa, ele já havia sido abordado pelo mesmo fiscal e alegou que não pagaria a passagem porque estava sem dinheiro. Os dois teriam brigado.

No mesmo dia, foi até a garagem para procurar os fiscais, mas não os encontrou. Ele diz que em seguida foi à praça Sete e comprou um revólver por R$ 700.

Já no dia 1º, o suspeito pegou o coletivo da linha 1502 e na Avenida Cristiano Machado, Souza e outro fiscal subiram no veículo e a vítima reconheceu o jovem e teria perguntado se novamente haveria confusão. O jovem teria respondido negativamente. “Ele se levantou da escada do ônibus, foi até a roleta, tirou a arma que estava na sua mochila e falou ‘toma aqui sua passagem’, efetuando seis disparos de arma de fogo contra a vítima”, explicou o delegado Emerson Morais. A câmera do ônibus gravou a execução e a correria dos passageiros. (veja abaixo o vídeo)

Lucas Gomes de Oliveira se escondeu no Vale do Rio Doce, na casa de parentes, até passar o período de flagrante. Nesta terça-feira, se entregou a polícia,  acompanhado pelo advogado, e confessou o assassinato.

De acordo com a a polícia, ele já tinha sido detido por furto e tráfico de drogas. Agora, será indiciado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio. Ele será levado para o Presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, na Grande BH, e ficará prisão temporariamente por 30 dias . No último sábado (3), a Polícia Civil identificou o atirador e pediu a prisão temporária dele.

 

Vídeo mostra os desrespeitos dos passageiros durante a morte de fiscal dentro do 1502.

comentários