Sem perdão! O América voltou a mostrar sua força em casa e fez mais uma vítima no Independência em 2016. Na tarde deste sábado (20), o time americano derrotou a Caldense por 3 a 1 no duelo de alviverdes válido pela quarta rodada do Campeonato Mineiro. Melhor em campo, os donos da casa controlaram boa parte da partida e venceram com os gols do predestinado Osman, Danilo, de pênalti, e Tiago Luís. Rafamar descontou para a Veterana.

Com mais uma boa vitória, o Coelho assumiu a liderança provisória do estadual com nove pontos ganhos e colocou fogo na disputa pela ponta do Mineiro. Já a Caldense permaneceu na 10ª colocação com três pontos, mas corre sério risco de entrar na zona de rebaixamento até o final da rodada.

Agora, o América terá um clássico pela frente. O Coelho voltará a campo no domingo que vem, dia 28, quando vai encarar o rival Cruzeiro, às 17h, no Mineirão. Esse será o segundo clássico que a equipe americana disputará em 2016, antes disso já havia enfrentado o Villa Nova no Independência e vencido por 2 a 1. Já a Caldense tentará se reabilitar e se afastar da zona de degola no sábado, dia 27, quando receberá o Tricordiano, às 19h, em Poços de Caldas.

Coelho melhor

O América foi superior no primeiro tempo contra a Caldense. Jogando em casa, o time americano esteve bem postado em campo, marcou bem e não deu espaços para a Veterana, que tinha muidas dificuldades para criar uma boa situação de gol. A principal jogada da equipe de Poços de Caldas, a bola aérea, não funcionou. O calor foi uma das dificuldades enfrentas pelas equipes, mas o Coelho conseguiu suportar melhor.

Depois de desperdiçar duas boas oportunidades com Danilo e Bruno Sávio, o Coelho conseguiu enfim abrir o placar. Aliás, o América tem pecado demais nas finalizações neste início de ano. Mas o predestinado Osman voltou a deixar sua marca. Aos 20 minutos, ele recebeu lançamento de Rafael Bastos e bateu forte da entrada da área para abrir o placar.

A Caldense tinha dificuldades para penetrar na defesa americana, mas quando conseguiu chegar obrigou João Ricardo a trabalhar bem no jogo. Aos 30 minutos, Michel Benhami invadiu a área e finalizou cruzado, o goleiro americano fez boa defesa e evitou o gol da Veterana. A equipe de Poços de Caldas ainda teve outras duas chances na primeira etapa com Edu e Tiago Azulão, que tentou de cabeça, mas ambos não aproveitaram.

Jogo cheio de gols

A Caldense passou a arriscar mais na etapa final para tentar buscar o empate. Já o América queria fazer o segundo para ficar mais tranquilo na partida. As duas equipes criaram chances no segundo tempo. Mas o Coelho acabou sendo mais eficiente.

O América conseguiu chegar ao seu segundo gol. Aos 25 minutos, Victor Rangel disputou bola com o zagueiro Paulão na área e caiu, o árbitro Igor Benevenudo imediatamente marcou penalidade máxima. Danilo cobrou, marcou e ampliou o placar no Independência.

O jogo parecia que ganharia emoção e drama no final da partida. Antes disso, Everton Maradona havia tentado da entrada da área e João Ricardo fez boa defesa. Na reta final do jogo parecia ficar dramática. Aos 44 minutos, Rafamar aproveitou cruzamento e marcou de cabeça diminuindo o marcador.

Porém o Coelho não deixou a Veterana comemorar direito. No minuto seguinte, Tony invadiu a área e rolou para Tiago Luís completar para o gol. Com isso, o América ampliou de novo o placar e não deu chance para a equipe de Poços de Caldas se empolgar com o seu gol. Festa americana no Independência.

Ficha técnica

AMÉRICA 3 X 1 CALDENSE

Motivo: 4ª rodada do Mineiro 2016
Data/horário: 20/02/2016, sábado, 17h
Local: Independência, em Belo Horizonte
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto
Auxiliares: Ricardo Júnio de Souza e Leonardo Henrique Pereira

Gols: Osman (AME), 20min 1ºT, Danilo (AME), 26min 2ºT, Rafamar (CAL), 44min 2ºT, Tiago Luís (AME), 45min 2ºT

Cartões amarelos: Sueliton e Osman (América); Jefferson Feijão (Caldense)

América: João Ricardo; Jonas, Sueliton, Alison e Danilo; Leandro Guerreiro (Claudinei), Pablo, Osman, Rafael Bastos (Tiago Luís) e Tony; Bruno Sávio (Victor Rangel). Técnico: Givanildo Oliveira

Caldense: Neguett; Jefferson Feijão (Andrezinho), Marcelinho, Paulão e Rafael Estevam; Marcel, Michel Benhami, Tiago Azulão e Éwerton Maradona (Thiago Marin); Edu e Marcelo Régis (Rafamar). Técnico: Gian Rodrigues.

Por

comentários