Laura Zennet, cantora holandesa, criada em BH lança primeiro álbum com show no Palácio das Artes

Cantora “brasileira-holandesa” apresenta seu primeiro trabalho com referências euro-brasileiras, em show intimista, feminista e sinestésico.

 

Laura Zennet – Foto: Alice Venturi

“Uma mistura do velho rock and roll com outros gêneros musicais, como blues e jazz”. Assim Laura Zennet define o estilo do seu primeiro EP, homônimo. O show de lançamento será realizado na sala Juvenal Dias, do teatro Palácio das Artes, às 21h, na cidade mineira de Belo Horizonte, onde a cantora e compositora morou por mais de 20 anos, até se mudar para o Rio de Janeiro, em 2010.

Assim como acontece no EP, que acaba de ser lançado (//open.spotify.com/album/4WYrLuIQIgRzAbtcvaIaWi?si=VOgDvFJ6), na apresentação, Laura Zennet vai contar a jornada de uma cigana através dos elementos da natureza – ar, terra, fogo e água -, nas quatro músicas do repertório do álbum, as autorais “Delírio”, “Trilhas Marginais”, “Dentes do destino” e “Flu(ir)”.

“A expectativa é enorme para esse evento de lançamento do meu primeiro trabalho. Será dividido em quatro blocos, de acordo com as ideias das canções e terá uma espécie de narrativa entre elas. Nessa apresentação, o meu objetivo é criar experiências sinestésicas em quem assiste, através das emoções, cores e sons”, explica a cantora, que nasceu aos seis meses, em Rotterdam, na Holanda.

Na Sala Juvenal Dias, o público também poderá ouvir na voz de Laura, releituras de sucessos como “Down by the water” (PJ Harvey), “Make me wanna die” (The Pretty Reckless), “Paris Uh Lala” (Grace Potter), “Rain” (Guano Apes), entre outras que prometem surpreender a todos. Além disso, com a canção “Meggyújtottam a Pipám” (Besh o Drom), ela fará uma homenagem a Hungria, país onde morou e estudou música.

“Os meus shows são bem a minha cara, ecléticos e com performances. Em Belo Horizonte, a maior parte da minha equipe é formada por mulheres. Nesse projeto, dentro da jornada da cigana, eu falo e pratico o empoderamento feminino e espero que consiga a passar a mensagem através das minhas canções”, diz Laura. No palco, estará acompanhada dos músicos que gravaram o EP “Laura Zennet“: o baterista Felipe Piva e os produtores musicais do álbum, Leo Lachini e o baixista Fred Jamaica.

“Estou muito feliz de me apresentar na Sala Juvenal Dias, um lugar maravilhoso e referência para muitos artistas autorais de Belo Horizonte”, completa ela, que começou cedo na música. Aos sete anos, foi matriculada em um centro de musicalização infantil, e, ainda na infância, se encantou pela dança e teatro. Atuando em várias áreas e estilos, imprime a sua identidade a cada trabalho. Foi integrante do coletivo Cavalo Preto, safra de jovens cantores e compositores do Rio de Janeiro, participou de alguns shows com a renomada Blitz, e se apresentava na noite, com banda, interpretando releituras de grandes artistas do rock, que estão entre as suas influências musicais: Janis JoplinAC/DCAlanis MorissetteThe PoliceLed Zeppelin, entre outros.

Em julho, a cantora lançou o clipe “Dentes do destino” (//www.youtube.com/watch?v=ncE7Cs1HyH0&feature=youtu.be), com uma pegada psicodélica.

Serviço:

Show de lançamento do CD Laura Zennet
Data: 19 de agosto de 2017
Local: Sala Juvenal Dias – Teatro do Palácio das Artes
Horário: 21h
Endereço – Av. Afonso Pena, 1537 – Centro, Belo Horizonte
Telefone – (31) 3236-7400
Duração: 1hora
Preço: R$40,00
Classificação: Livre
Forma de pagamento: vendas antecipadas através do site: //www.ingressorapido.com.br/venda/?id=1024#!/tickets
Capacidade da casa: 176 lugares

Relacionados

comentários